Cem Olhos

Linkania é uma palavra que foi cunhada para identificar a rede que habitamos. Não foi ao contrário. O fenômeno redes acontece bem antes de querermos explica-lo. As vezes, sinto um certo vazio ao tentar evidenciar aquilo que é claro e transparente. A rede se faz permanente.

Estou experimentando um pequeno embate no laboratório sobre a necessidade de visualização dessas redes e, na minha maneira de pensar, a rede como a emergência de uma multidão hiperconectada,

Tentarei explicar por aqui. Digo tentar, pois as minhas palavras foram trocados por pinceis. Atualmente, prefiro conviver com os monstros internos. Cansei um pouco do papo de redes, conversações, linkania e outras cositas más. Não significa que não me preocupo com isso. Pelo contrário, meu trabalho está exatamente nessa relação digital.

Mas a rede se coisificou. As conversas foram absorvidas pelas necessidades do marketing. A preocupação não está mais na emergência de uma nova ética. E sim, na reapropriação desta ética pelo capital. Os twitters dos famosos se enchem de seguidores. Não preciso disso! Verdadeiras campanhas são colocadas na rede para desorientar cada vez mais a atenção dos mortais. A eleição vem aí com discursos cooptados, fakes e que não mais dizem por si. A voz humana some na camada do marketing. Nessa casa de pau a pique não há construção, nem transformação. A revolução se escondeu nas brechas. Está presente mas silenciosa. Fico de olho!!!

Comentários

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é mantido privado e não será publicado.
  • Linhas e parágrafos são quebrados automaticamente.
  • Você pode publicar código PHP. Você deve incluir as tags <?php ?>.

Mais informações sobre opções de formatação

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.